Só queria um abraço

Ali,
Sentado a beira da margem,
Daquela margem onde sempre estou,
Bem ali, hoje
Tudo que desejava era um abraço.

Aquele abraço, o teu abraço.
Quente,
Apertado,
Suave,
Abraço.

Nada mais que teus braços,
A me envolverem.
Nada mais que te suave toque.
Apenas um abraço.

Ali mesmo, naquela margem,
Naquela esquina do rios,
Onde as correntezas se encontram,
Queria encontrar teu braços.

Num abraço.
Silêncioso abraço.
Caloroso abraço.
Teus braços.
Só um abraço.

Belbute

Anúncios

Sobre belbute

"A mente que se abre a uma nova idéia, jamais retornará ao seu estado original" (Albert Einstein)
Esse post foi publicado em Belbute. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s