Hoje

Hoje eu acordei com uma sensação estranha. O dia me pareceu mais belo, apesar de sombrio. Até o canto do Bem-te-vi anunciando chuva, soa  como melodia aos meus ouvidos. Começa a chover mansinho, e cada gota d’água que bate no telhado, é mais um acorde que me delicia. Abrindo a janela sinto um friozinho gostoso que aquece a alma. As marteladas na casa do vizinho, não são mais incômodas. É um chamamento ao encanto do reconstrução.

Olho-me no espelho, objeto há muito proscrito por não querer ver, reflete a imagem da pessoa que não mais pensei ser. Não procuro ver rugas, nem vincos. Aparece uma mulher bonita, que nunca fui. É uma beleza interna que transparece através da reflexão, transmudada numa figura esbelta, com um sorriso cativante, e olhos muito luminosos permitindo enxergar ao redor. Eles também brilham por  ver a beleza que estava escondida dentro de mim.

Nunca pensei ser um Newton na descoberta da lei física da atração, nem um Monet impressionista . Mas senti uma atração muito grande pelas refletidas imagens e uma vontade de colorir cada vez mais a natureza. Senti-me amando todas as pessoas, que me amam ou não, almejando a união, o diálogo, e cuidando dos animais com o maior desvelo.

Fui à sacada, onde estão plantadas em antigos vasos, rosas e orquídeas e com um a alegria incrível constatei que as mesmas estavam desabrochando para a Primavera. Era como se estivesse num jardim florido, envolvida num aroma sutil e ao mesmo tempo, marcante envolvendo todo o meu ser.

Descobri, hoje, que cada pedacinho do solo que piso, é obra de um criador, de um artista. Olhando para o peitoril, onde repousam folhagens, plantados com muito zelo, vejo um ninho de um Beija-Flor. Um filhote recebe alimento que sua cuidadosa mãe. A cena enternece meu coração.

Quando a noite desperta, a lua cheia, lá no alto, me cumprimenta com um sorriso faceiro. Eu a reverencio como o mais significativo presente dos céus. Olhando o horizonte que se descortina aos meus olhos, vislumbro um mundo de Paz. Um mundo onde os homens de todos os continentes e regiões estão de mãos dadas, brindando a união dos povos e ao término das lutas, da ânsia pela riqueza e pelo poder e da discriminação. A tranqüilidade também reina no meu pensamento e no meu sentir. Nada mais é feio ou sem graça. Em tudo há formosura, tantas vezes ignorada. Querendo a gente encontra.

Os amigos?  Verdadeiros anjos que descerram à terra , para colocarem a mão no meu ombro, me valorizando,e me convidando a estabeler um vínculo afetivo indissolúvel. Se um dia me senti magoada, ressentida ou desconsiderada, entendo hoje, que não sou um planeta, onde  em torno mim, girariam os satélites. Sou apenas mais uma estrela pertencendo a uma constelação, entre tantas outras, que constituem o universo.

Descobri hoje, uma mulher amadurecida, com vivências indescritíveis e muitos sonhos a concretizar. Descobri hoje, o que  há de mais significativo:   o amor.  Ele me levou pela mão e, fez acreditar na sua existência. Assim eu perdi o medo de amar.

Hoje, eu fiz a maior descoberta de todas: eu sou perdidamente apaixonada pela vida.

Themis Groisman Lopes

Anúncios

Sobre belbute

"A mente que se abre a uma nova idéia, jamais retornará ao seu estado original" (Albert Einstein)
Esse post foi publicado em Themis Lopes. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s